BannerTelefoneNovo-25

Home Dúvidas Frequentes

Síndrome do Túnel do Carpo (STC)

Perguntas e Respostas sobre a Síndrome do Túnel do Carpo (STC).

desenho1) O que é a Síndrome do Túnel do Carpo?

A Síndrome do Túnel do Carpo ou Síndrome do Canal Carpiano é a neuropatia compressiva mais comum e mais bem estudada e documentada pela literatura médica. Nesta patologia o nervo mediano sofre uma compressão ao nível do punho, causando vários sintomas, sendo a mais comum a parestesia (dormência) na mão e dedos, podendo piorar a noite. Pode causar também sensação de "mão inchada" além da dor propriamente dita.

2) Como posso saber se tenho a Síndrome do Túnel do Carpo?

O diagnóstico principal é clínico, realizado pelo médico baseado nos sinais e sintomas. Alguns exames como a eletroneuromiografia, Ultra-sonografia e a Ressonância Nuclear Magnética podem ser usados para auxiliar no diagnóstico e para quantificar o grau de gravidade do acometimento do nervo mediano. Servem também para verificar se não existe outra doença ou patologia associada à Síndrome do Túnel do Carpo.

3) Quais as principais utilidades da Eletroneuromiografia (ENMG) no diagnóstico da Síndrome do Túnel do Carpo?

A Eletroneuromiografia é um exame neurofisiológico que verifica a funcionabilidade do nervo em estudo, isto é, verifica o quanto à condução nervosa foi afetada. Logo ele serve principalmente para:

- Auxiliar o diagnóstico da Síndrome do Túnel do Carpo, pois possui uma sensibilidade bem significativa.

- Auxilia em quantificar a gravidade da Síndrome do Túnel do Carpo ao nível neurofisiológico. Nem sempre está relacionada à gravidade dos sintomas, pois pacientes com muitas queixas podem ser classificados com leves na ENMG e o contrário também pode ocorrer.

- Tendo um exame anterior, pode acompanhar o grau de evolução da patologia.

- Fornece dados e informações que podem ser bastante úteis ao médico assistente.

- Pode detectar possíveis outras patologias que podem estar associadas ao Túnel do Carpo e auxiliar no diagnóstico diferencial, como por exemplo, radiculopatias e polineuropatias.

4) Posso ter a Síndrome do Túnel do Carpo e mesmo assim o exame de Eletroneuromiografia ser normal?

Sim. A sensibilidade do exame para a STC não é de 100% e em casos muito leves (iniciais) ou quando a compressão do nervo mediano é intermitente (vai e volta) a ENMG pode não detectar anormalidades. Neste caso vale o dito clássico na medicina " A clínica (o diagnóstico clínico) é sempre soberana".

5) Posso tem um exame de eletroneuromiografia positivo para a Síndrome do Túnel do Carpo e mesmo assim não ter a patologia?

Sim. Nos casos de suspeita de Síndrome do Túnel do Carpo onde os testes básicos da ENMG para STC são normais, muitos laboratórios realizam os chamados testes de sensibilidade para STC, que são úteis, pois aumentam a chance de se detectar uma alteração neurofisiológica muito leve do nervo, porém aumentam também a chance de ocorrer um falso positivo, logo sempre que apenas os testes de sensibilidade para STC alterarem, o médico assistente deverá fazer a correlação com a clínica (sinais e sintomas) do paciente, para decidir se considera ou não o resultado da ENMG.

Isto só irá ocorrer nos casos leves, pois nos casos de maior gravidade não há necessidade de se realizar os testes de sensibilidade para STC.

6) Caso tenha hipótese diagnóstica de tendinite, bursite, tenossinovite, dores musculares e contrações musculares simples ou artrose (osteoartrite) a Eletroneuromiografia irá detectar estas patologias?

Não. Nestes casos outros exames deverão ser solicitados.