BannerTelefoneNovo-25

Home Dúvidas Frequentes

Radiculopatia

Perguntas e Respostas sobre a radiculopatia.

1) O que é a Radiculopatia?

Podemos chamar de radiculopatia um acometimento afetando a raiz motora, sensitiva ou as duas que emergem da coluna vertebral. Temos a radiculopatia cervical, quando atingem as raízes cervicais (pescoço), a lombo-sacra (quando atinge a lombar) e a torácica, esta última bastante rara.

2) Como posso saber se tenho radiculopatia?

O diagnóstico principal é clínico, realizado pelo médico baseado nos sinais e sintomas. Alguns exames como a eletroneuromiografia, Tomografia computadorizada e a Ressonância Nuclear Magnética podem ser usados para auxiliar no diagnóstico e para quantificar o grau de gravidade de acometimento da raiz. Servem também para comprovar se não existe outra doença ou patologia associada á radiculopatia.

3) Quais as principais utilidades da Eletroneuromiografia (ENMG) no diagnóstico da radiculopatia?

Serve principalmente para:

- Auxiliar no diagnóstico da radiculopatia, pois possui uma boa sensibilidade.

- Auxilia em quantificar a gravidade da radiculopatia a nível neurofisiológico. Nem sempre a gravidade mostrada na ENMG está relacionada à gravidade dos sintomas, pois pacientes com queixas mais leves podem ter um acometimento motor mais grave na ENMG e ao contrário, pacientes com fortes dores podem apresentar uma ENMG normal, pois apenas a porção sensitiva foi afetada.

- Tendo um exame anterior, pode acompanhar o grau de evolução da patologia.

- Tendo um exame anterior, pode monitorar a recuperação após tratamento.

- Fornece dados importantes ao médico assistente, podendo ser solicitada junto com exames de imagem.

- Pode detectar possíveis patologias que podem estar associadas a radiculopatia , como por exemplo as polineuropatias.

4) Posso ter radiculopatia e mesmo assim o exame de Eletroneuromiografia ser normal?

Sim. A sensibilidade do exame para a radiculopatia não é de 100% . As principais limitações são nas radiculopatias por compressões intermitentes (que vão e voltam) e nos casos onde apenas a raiz sensitiva é afetada. No caso de um exame clínico positivo para radiculopatia e uma ENMG normal, o médico assistente deverá confirmar o diagnóstico pela clínica e demais exames complementares, como os de imagem.

Outra causa possível pode ser o tempo decorrido do início da radiculopatia, pois a eletroneuromiografia demorará aproximadamente 20 dias para positivar. Exames solicitados antes deste tempo poderão ser normais.

5) A Eletroneuromiografia diz se meu tratamento será cirúrgico ou não?

Não, apenas o médico assistente pode, após considerar todas as variáveis definir qual o tipo de tratamento a ser seguido, porém pode auxiliar fornecendo dados que o auxiliarão na decisão final.